Inovação e estratégia de luxo como fatores que interferem na valorização da marca

Jose Eduardo Amato Balian

Resumo


O presente estudo relacionado à Formação de Preços, Distribuição e Inovação de Produtos e Serviços visa
contribuir no desenvolvimento de formas de se agregar valor às Marcas de Organizações Globais que atuem no Mercado de Luxo. 
A formação de preços é mostrada como o resultado de uma estratégia refletindo tudo aquilo que deu certo ou eventualmente deu errado no dia a dia dos negócios e desta maneira contribuir para aumentar ou diminuir a percepção
de valor da marca pelos clientes nos períodos seguintes.
Os produtos e serviços foram divididos em grupos conforme seu grau de distribuição e acesso e as empresas ranqueadas através seu grau de inovação. Posteriormente, esses dados
foram comparados com a variação do valor das marcas no período estudado.
Os resultados obtidos foram surpreendentes, pois, mostram que antes da crise mundial deflagrada em 2008, a inovação não é o fator determinante na valorização das Marcas e sim, a distribuição limitada e o acesso restrito aos consumidores desses tipos de bens.
No entanto, a partir desta, a situação se inverte uma vez que foi a inovação o fator fundamental para a maior valorização
das marcas e não a distribuição limitada e o acesso restrito aos bens. O consumidor de bens de luxo não alterou sua maneira de “ver” os bens nos últimos cinco anos, mas estratégias de precificação nos demais setores da
economia ajudaram no processo de valorização menor dessas marcas. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.